Jovem atira e Ă© morto por policiais tentando fugir por janela de residĂȘncia

Suspeito de envolvimento no trĂĄfico tinha 19 anos e chegou a ser socorrido

Por Redação em 04/06/2024 às 06:47:36
Fachada da Depac/Cepol, onde o caso foi registrado

Fachada da Depac/Cepol, onde o caso foi registrado

Jovem de 19 anos identificado inicialmente como Lucas morreu, no inĂ­cio da noite de ontem segunda-feira (3), ao ser baleado por trĂȘs disparos de arma de fogo durante confronto com o Batalhão de Choque da PolĂ­cia Militar. A cena aconteceu no Bairro Jardim ItamaracĂĄ, em Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrĂȘncia, a equipe policial se dirigiu ao local não especificado após denĂșncias sobre as atividades criminosas do suspeito. Na chegada da viatura, ele teria se escondido no interior da residĂȘncia onde morava com a esposa na tentativa de fugir pulando o muro.

Ainda segundo o documento, a mulher chegou a atender os militares e logo após, Lucas teria levado duas mochilas e uma arma de fogo em direção aos fundos da casa. Ele foi visto dispensando objetos em um terreno baldio.

A troca de tiros aconteceu no interior de uma casa vizinha, onde o suspeito novamente tentou fugir pela janela. Em uma das abordagens, ele teria atirado contra os policiais, que revidaram. No depoimento submetido à PolĂ­cia Civil, os militares alegaram que a ação foi motivada por legĂ­tima defesa, uma vez que Lucas portava uma pistola.

Baleado com os trĂȘs disparos, o suspeito foi desarmado e socorrido pela equipe da Rotac (Rondas Ostensivas TĂĄticas e Ações de Choque). Lucas chegou a ser encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro UniversitĂĄrio, mas foi declarado morto minutos depois.

Durante as buscas no imóvel, foram encontradas as mochilas com porções de cocaĂ­na e maconha, além de um case de pistola Taurus com carregadores e munições de diversos calibres. Além disso, uma espingarda sem marca aparente.

A perĂ­cia, juntamente com a delegada plantonista Joilce Ramos, estiveram no local para os devidos procedimentos. O caso foi registrado como trĂĄfico de drogas, homicĂ­dio decorrente de oposição a intervenção policial e porte de arma na Depac/Cepol (Delegacia de Pronto Atendimento ComunitĂĄrio).

Comunicar erro

ComentĂĄrios

Cintia Sales